Imagens
1/3
Anterior
Próximo
Apresentação

Observar a construção de Agrade Camíz é perceber a necessidade de atravessar os muros do amor e da denúncia, da subjetividade e da memória. Sair de um subúrbio idílico e bucólico que jamais existiu.

– Marcelo Campos, Teu nome tá no judas ou de suburbane para suburbane, 2021

Artista multimídia, nasceu no Rio de Janeiro em 1988, onde vive e trabalha. Articula seus trabalhos usando a estética da arquitetura popular carioca, mesclando questões relacionadas à sexualidade, à beleza e à opressão feminina. Incorpora grades em muitos trabalhos, elemento que remete a imposições e padronizações do comportamento. A artista, além de produzir obras de diversas dimensões que podem ser exibidas em galerias e museus, também possui um trabalho expressivo como grafiteira e muralista em diversos pontos da cidade.

Obras
  • Agrade Camíz, Homens amam baby beef, 2021
    Homens amam baby beef, 2021
  • Agrade Camíz, Apelativa da estrela, 2021
    Apelativa da estrela, 2021
  • Agrade Camíz, Leblon de 474, 2021
    Leblon de 474, 2021
  • Agrade Camíz, My ass My life, 2021
    My ass My life, 2021
  • Agrade Camíz, Bloco 1, 2021
    Bloco 1, 2021
  • Agrade Camíz, Bloco 2, 2021
    Bloco 2, 2021
  • Agrade Camíz, Self-Portrait, 2021
    Self-Portrait, 2021
  • Agrade Camíz, Cidade Subúrbio, 2021
    Cidade Subúrbio, 2021
  • Agrade Camíz, Padrão Sobre Corpo, 2020
    Padrão Sobre Corpo, 2020
  • Agrade Camíz, Habitacional 3, 2020
    Habitacional 3, 2020
  • Agrade Camíz, 100 novidades, 2020
    100 novidades, 2020
  • Agrade Camíz, Habitacional II, 2019
    Habitacional II, 2019
Exposições em destaque

Quitação, 2022 | A Gentil Carioca | São Paulo, Brasil

Na galeria
Notícias
Biografia

Artista multimídia, nasceu no Rio de Janeiro em 1988, onde vive e trabalha. Articula seus trabalhos usando a estética da arquitetura popular carioca, mesclando questões relacionadas à sexualidade, à beleza e à opressão feminina. Incorpora grades em muitos trabalhos, elemento que remete a imposições e padronizações do comportamento. Além de produzir obras de diversas dimensões que podem ser exibidas em galerias e museus, também possui um trabalho expressivo como grafiteira e muralista em diversos pontos da cidade.

 

Formada em Pintura pela Escola de Belas Artes da UFRJ, Agrade fez residências artísticas na Cidade de Deus e na Maré, ambas no Rio de Janeiro, e também em Natal, Rio Grande do Norte. Participa desde 2010 de diversos projetos relacionados ao grafite e à arte urbana, além de já ter exibido seu trabalho em mostras coletivas em instituições como MAM Rio, MAR, Oi Futuro, SESI Rio, Sesc Rio, entre outras. Em 2022, inaugura "Quitação", sua primeira exposição individual na sede paulista d'A Gentil Carioca, e participa da coletiva "Misturas" no Galpão Bela Maré, Rio de Janeiro. Em 2021, participou do projeto Parede Gentil 37: Arte, Substantivo Feminino, além de realizar sua primeira exposição individual, Abusada, ambas na sede do Rio de Janeiro da galeria A Gentil Carioca. 

 

CV